capa.png
emoji01.png
Edição nº 01 | Julho 2021
horizonte.png
logo_branca.png

Você é
digital e nós também!

Tecnologia leva o SEBRAE PREVIDÊNCIA para mais perto de você


E mais...

Cada vez maior,
nossa família
não para de crescer

Melhor idade: como
lidar com a saúde
mental na pandemia?

Sua previdência
em qualquer lugar,
a qualquer momento

emoji03.png
emoji04.png
emoji02.png
elemento2.png
sumário.png

Editorial

01

Comunicar para ampliar os seus horizontes

Seguridade

02

Plano SEBRAEPREV e o
desafio da adesão plena:
como mantê-la?

Seguridade

03

Cada vez maior, a “família
SEBRAE PREVIDÊNCIA”
não para de crescer!

Seguridade

04

Gestores do Plano
SEBRAEPREV fazem
a diferença no
relacionamento com
os participantes

Espaço do Participante

05

Perdi meu vínculo
empregatício com
o Sebrae. E agora, o
que faço com a minha
previdência?

Espaço do Aposentado

06

Por onde anda
Ricardo Raed?

Governança

10

Conselhos de “portas
abertas”: transparência
que gera confiança!

Tecnologia

11

Sua previdência em qualquer lugar, a qualquer momento!

Investimentos

12

Apesar da crise, SEBRAE PREVIDÊNCIA obtém resultados positivos. Como superar mais um ano e manter a excelência?

Espaço do Aposentado

07

Saúde mental na
pandemia: como lidar
com isso na melhor idade?

Capa

08

Você é digital
e nós também!
Conheça a iniciativa que leva o SEBRAE PREVIDÊNCIA para mais perto de você

Governança

09

SEBRAE PREVIDÊNCIA,
sinônimo de segurança

Educação Financeira

13

Dinheiro: vilão ou mocinho?

Educação Financeira

14

Conhecimento que
transforma futuros

elemento2.png
 
bg_editorial.jpg
elemento2.png
elemento2.png

Editorial

Comunicar para ampliar os seus horizontes

Prezado(a) leitor(a),

 

Com a disponibilização de mais um plano de benefícios e o crescimento da “família SEBRAE PREVIDÊNCIA”, foi preciso adaptarmo-nos em diversos aspectos, incluindo elementos da nossa comunicação. O antigo jornal Sebraeprev Notícias, por exemplo, agora não comportaria temas mais amplos, além daqueles relacionados ao Plano SEBRAEPREV, como a nossa atual realidade requer. Por isso, apresentamos aqui a primeira edição de um novo material: a revista Horizonte, cujo conteúdo irá englobar não somente pautas sobre os Planos SEBRAEPREV e Valor Previdência (Planos Família, FenaconPrev e CoreconPrev-DF), bem como análises e aspectos da nossa governança.

 

O nome "Horizonte" não foi escolhido ao acaso. Entendemos que quem investe em previdência sempre enxerga um horizonte, seja para realizar sonhos, seja para manter a qualidade de vida após a aposentadoria. O termo reflete o "olhar pra frente" de cada participante na direção do seu futuro — traduzindo, em uma única palavra, o

​conteúdo que aqui será apresentado nesta e nas próximas edições: matérias que ajudam na reflexão sobre a importância de construir uma reserva desde já para ultrapassar os obstáculos da vida e usufruir de tranquilidade na melhor idade.

 

Com esta nova revista, você terá acesso semestralmente às nossas análises sobre seguridade, governança, investimentos, educação financeira e previdenciária e tecnologia, além de entrevistas com outros participantes. E em dois formatos: online e responsivo, além de PDF simulando um impresso, caso assim prefira fazer a sua leitura.

 

Esperamos que essa nova iniciativa do nosso Instituto colabore para ampliar os seus horizontes e faça-o(a) valorizar, cada vez mais, a sua atitude de investir para o futuro conosco, com segurança e responsabilidade. Até a próxima edição!

 

Assessoria de Comunicação

 
adesao-plena.png

Plano SEBRAEPREV

e o desafio da adesão plena: como mantê-la?

Diretor de Seguridade

lembra a trajetória do Instituto para conseguir a adesão

à previdência complementar

Já nos seus 10 primeiros anos de história, o SEBRAE PREVIDÊNCIA conquistou a confiança dos empregados do Sistema Sebrae — em 2014, mais de 95% deles eram participantes do Plano SEBRAEPREV. Até hoje, esse altíssimo índice se mantém: o cenário é conhecido como “adesão plena”, onde praticamente toda a população de possíveis participantes está inscrita no plano de benefícios. Tanto que, com o objetivo de perpetuar o fortalecimento da Entidade como instituição e garantir a sua sustentabilidade (no sentido de manter a sua perenidade), o SEBRAE PREVIDÊNCIA agora conta com o Plano Valor Previdência, que está aberto a outros grupos de potenciais participantes de fora do Sistema Sebrae.

elemento2.png

Alcançar essa plenitude envolveu grandes desafios, que marcaram a trajetória do Instituto, como lembrou Nilton Cesar, diretor de Seguridade. “A maior dificuldade foi conscientizar as pessoas sobre a importância de ter um plano de previdência como uma ferramenta de planejamento financeiro, principalmente um plano patrocinado pelo empregador”, comentou ele, durante conversa com a Horizonte. “Fizemos uma série de palestras Brasil afora para apresentar o plano e demonstrar as vantagens de investir com segurança para o futuro. Um trabalho que contou com o apoio fundamental dos gestores do Plano SEBRAEPREV em cada Patrocinadora”, pontuou.

 

Para manter essa adesão plena, Nilton reforçou a importância do permanente contato com os participantes e da parceria com cada Sebrae na orientação tanto para novos empregados e quanto para aqueles que cessam o seu vínculo empregatício. “A comunicação é imprescindível para o novo empregado compreender o plano de previdência e a oportunidade que o seu empregador oferece com ele. Por outro lado, quando as patrocinadoras desenvolvem programas de desligamento, é importante que contatem o Instituto para que possamos nos preparar para fornecer adequadamente as instruções ao participante sobre o que ele pode fazer com sua reserva previdenciária”, disse. “O que ocorre na maioria dos casos é que os empregados que aderem aos Programas de Demissão Incentivada ou Voluntária já são elegíveis ou estão próximos de receber o benefício, e isso acaba sendo um facilitador para manter o participante no plano. E aqueles que ainda não estão em condições de requerer o benefício, acabam portando seus recursos para o Valor Previdência, o nosso plano instituído, com regras mais flexíveis, e acabam também permanecendo conosco”, concluiu.

 

E quanto ao futuro? “O Plano SEBRAEPREV é um produto e, como todo produto que precisa ser eficiente, precisa estar adequado às necessidades dos participantes em termos de utilização e custos. Por isso, depois de alguns anos de análise e estudos, seu regulamento foi recentemente atualizado, como modificações para aprimorá-lo às melhores práticas de mercado”, comentou Nilton. “Vamos continuar com as ações de comunicação para, cada vez mais, estimular o participante a ficar atento e acompanhar de perto o seu investimento em previdência, entender como as atualizações no regulamento podem influenciar positivamente na sua reserva e ampliar a sua consciência previdenciária”, finalizou o diretor, lembrando também que o Plano SEBRAEPREV está solvente econômica e financeiramente, o que significa que é capaz de cumprir com suas obrigações de pagamentos de benefícios no presente e no futuro.

nilton.png
 
familia-plano-valor.png

Cada vez maior,

"família SEBRAE PREVIDÊNCIA" não para de crescer!

Saiba mais sobre o Valor Previdência, o plano instituído que tem feito a Entidade

crescer e alçar novos projetos

Após 15 anos administrando somente um plano patrocinado – Plano SEBRAEPREV, o SEBRAE PREVIDÊNCIA mirou novos horizontes e lançou o Plano Família, instituído pela FENASEBRAE, em 2019. A experiência e a gestão profissional do Instituto foi então, cada vez mais, sendo melhor percebida por um grande número de pessoas de fora do Sistema Sebrae, o que levou a uma alteração no regulamento do Plano Família para permitir a assinatura de novos convênios de adesão com outros instituidores. Assim, nasceu o Plano Valor Previdência: um conjunto de planos instituídos onde associações ou entidades de classe podem, por meio de convênio com o Instituto, oferecer previdência complementar para associados e seus familiares ou pessoas com quem tenham vínculo afetivo.

 

"Com as quedas da taxa básica de juros da economia, entendemos que os brasileiros ficaram mais antenados para a necessidade de buscar uma melhor alternativa de investimento para a formação de uma poupança de longo prazo. Afinal, a redução da Selic tem acabado com os cenários que todos estavam acostumados — de investimento com grande liquidez e rendimentos estáveis ao redor de 1% ao mês", apontou Edjair Alves, diretor-presidente do SEBRAE PREVIDÊNCIA. "Logo, para ter uma expectativa de retorno mais favorável, é necessário arriscar-se nos mercados de renda variável, câmbio e outros, além dos títulos de renda fixa indexados à inflação ou não. E o ideal, nesse caso, é ter uma gestão mais profissional do seu dinheiro", reforçou Edjair, lembrando que os recursos geridos pelo SEBRAE PREVIDÊNCIA são aplicados em uma carteira diversificada de ativos, por uma equipe altamente qualificada e que analisa todos os riscos envolvidos nas operações. "Aderir ao Plano Valor é ter a segurança de diversificar seus investimentos e contar com gestores capacitados, sem a necessidade de se arriscar por conta própria no mercado financeiro. É deixar o seu dinheiro com quem entende do assunto", completou.

 
Computadores

VANTAGENS

 

Além de investir tanto para a aposentadoria quanto para outros projetos de vida, fazendo a sua adesão ao Plano Valor Previdência tem:

• liberdade para definir o valor da sua contribuição;

• liberdade para indicar qualquer pessoa como beneficiário e determinar o percentual que cada um poderá receber;

• liberdade para fazer aportes, em qualquer momento, para aumentar o valor da renda no futuro e conseguir desconto no Imposto de Renda;

• oportunidade de contar com uma proteção familiar nos casos de invalidez, comprometendo a capacidade de gerar renda, ou interrupção da vida prematuramente;

• oportunidade de abater as contribuições na Declaração de Imposto de Renda até 12% da renda bruta anual.

 

Além disso, diferente dos planos de previdência oferecidos por entidades abertas (bancos e seguradoras, que possuem fins lucrativos), toda a rentabilidade obtida com os investimentos é repassada para os participantes e as taxas são, também, menores: a de administração é de apenas 0,80% ao ano e a de carregamento e performance é zero!

 

Não à toa, mesmo com a crise provocada pela pandemia da Covid-19, o Plano Valor Previdência cresceu 25% em 2020!

adesao-plano-valor.png

Gestores

do Plano SEBRAEPREV

fazem a diferença

no relacionamento com os participantes

Conheça alguns dos representantes que ajudam

o Instituto na difícil missão

de estimular a educação previdenciária Brasil afora

O Plano SEBRAEPREV possui 30 Patrocinadoras. Além dos Sebraes em cada estado e no Distrito Federal, fazem parte dessa “família” o Sebrae Nacional, a ABASE e o próprio SEBRAE PREVIDÊNCIA. Com tamanha dispersão geográfica por todo o território brasileiro, como o Instituto consegue uma maior proximidade com os participantes?

 

A resposta está nos Gestores do Plano SEBRAEPREV — colaboradores do Sistema Sebrae que trabalham nas Unidades de Gestão de Pessoas de cada Patrocinadora e atuam como uma “extensão” do SEBRAE PREVIDÊNCIA nas suas localidades. Além de serem fontes de informação, são eles que realizam atendimentos em primeira linha para dúvidas sobre adesão, empréstimos e outros assuntos voltados ao Instituto. Inclusive, foram (e continuam sendo) agentes fundamentais na divulgação do Plano Família — que é parte do Valor Previdência e é extensivo aos familiares dos empregados do Sebrae e pessoas com quem tenham vínculos afetivos. Conheça alguns deles, a seguir.

"Nos sentimos lisonjeados em fazer parte do processo de transformação na vida das pessoas. Falar sobre a previdência privada e instruir os funcionários a pensarem no futuro tem sido um grande desafio, uma vez que precisamos despertar o interesse, de modo que vislumbrem o benefício como uma grande oportunidade para o planejamento de uma aposentaria mais estável, diante do contexto que estamos vivenciando." - Ana Carolina Guimarães (Gestora do Plano no Sebrae RJ)

gestora-ana.png
Ativo 2.jpg

Como representantes da Patrocinadora, temos a difícil tarefa de disseminar a cultura do pensamento no longo prazo, com a proposta de criar uma renda complementar na aposentadoria, buscando manter o padrão de vida atual do Participante.” - Rafael Rodrigues (Gestor do Plano no Sebrae RJ)

gestor-rafael.png

“Ser gestora do Plano SEBRAEPREV é um desafio, porém muito gratificante. O nosso trabalho proporciona um apoio aos participantes em suas demandas, colaborando com decisões que afetam o seu futuro e de sua família. Me sinto honrada em saber que podemos auxiliá-los e feliz por também contribuir com a propagação do conhecimento em educação financeira no nosso estado. É uma satisfação poder participar de um projeto com um propósito tão incrível!” - Paola Cristinni (Gestora do Plano no Sebrae MG)

gestora-paola.png

“É um prazer ser gestora do SEBRAEPREV – meus olhos brilham quando falo sobre este assunto! Agradeço ao Sebrae Minas e ao SEBRAE PREVIDÊNCIA por me proporcionarem uma experiência tão rica e de muito aprendizado durante todos esses anos. Que alegria orientar os participantes e contribuir para o planejamento futuro de suas vidas e familiares com a qualidade que desejamos!” - Deise Nunes Dias (Gestora do Plano no Sebrae MG)

gestora-deise.png

“Atuar como Gestor do Plano SEBRAEPREV aqui em Minas vai muito além de uma obrigação, pois é muito fácil falar do SEBRAEPREV sabendo que possui boas práticas em sua gestão. A previdência privada é um instrumento que pode tornar possível projetos de vida de curto/longo prazo, como por exemplo enviar os filhos para faculdade. Por isso, despertar nos colegas uma mentalidade previdenciária e poder colaborar para que eles possam garantir a qualidade de vida no futuro é uma atividade que me traz muito prazer!” - 

Maurício Martins da Paixão (Gestor do Plano no Sebrae MG)

gestor-mauricio.png

“A Emanuela, para nós, tem sido uma gestora excepcional! O entendimento dela de que o SEBRAEPREV tem na sua essência o “cuidar das pessoas” a impulsiona para uma prática engajadora de nossa equipe em tudo que o plano viabiliza. Sobre a iniciativa de facilitar e estimular a autonomia de cada funcionário para gerir com atenção suas escolhas no que se refere ao plano, enfatizo o pioneirismo dela em fazer convite à própria equipe do SEBRAE PREVIDÊNCIA para estar conosco no Ceará. Luciana esteve aqui e foi uma ação de muito sucesso!” - Cláudia Ramalho, participante, em depoimento sobre Emanuela Pessoa (Gestora do Plano no Sebrae CE, na foto)

gestora-emaniela.png
gestores-maos.png
 
bpd-autopat.png

Perdi meu vínculo empregatício com o Sebrae.

E agora,

o que faço com a minha previdência?

O participante do Plano SEBRAEPREV tem a flexibilidade que precisa para decidir o que fazer

Antes de tomar qualquer decisão, é fundamental analisar a situação com calma e não se esquecer de que, além de poder resgatar ou transferir os recursos para outro fundo — que, quase naturalmente, acabam sendo as primeiras opções avaliadas — também existem o BPD e o Autopatrocínio.

BENEFÍCIO

PROPORCIONAL

DIFERIDO (BPD)

Ao escolher essa opção, você deixa de fazer contribuições normais ao seu Plano SEBRAEPREV, podendo realizar contribuições esporádicas (aportes) para aumentar, ainda mais, o seu rendimento futuro e obter desconto no Imposto de Renda — a qualquer momento e com o valor que desejar. Com isso, sua reserva previdenciária continua a ser administrada com a segurança e a experiência do SEBRAE PREVIDÊNCIA, sem deixar de render por meio das aplicações realizadas pelo Instituto, até que você atinja as condições previstas no regulamento do plano para o recebimento do seu benefício.

 

AUTOPATROCÍNIO

Se essa for a sua opção, você permanece com suas contribuições normais ao Plano SEBRAEPREV e assume, também, aquelas que eram realizadas pelo Sebrae. Continua possível, ainda, realizar aportes para ampliar a reserva previdenciária e obter um benefício maior no futuro, além de desconto no Imposto de Renda. E seus recursos seguem administrados pelo SEBRAE PREVIDÊNCIA, rentabilizando com os investimentos realizados pelo Instituto, até que você atinja as condições previstas no regulamento do plano para o recebimento do benefício.

 

Para saber mais, entre em contato com a Área de Relacionamento:

relacionamento@sebraeprev.com.br

(61) 3372-1226

 

Por onde anda Ricardo Raed?

Assistido do Plano SEBRAEPREV,

ele foi colaborador do Sebrae RJ por 18 anos

Ricardo Raed fez a sua adesão ao Plano SEBRAEPREV em 2005, pouco depois da criação do SEBRAE PREVIDÊNCIA. "Sempre tive a certeza de que deveria me preocupar com minha aposentadoria", comentou ele durante conversa com a Horizonte, lembrando ainda que transferiu recursos de uma previdência privada que já possuía para o, então, novo plano. "Na época, uma palestra ministrada pelo diretor Nilton César no auditório do Sebrae RJ sobre a previdência complementar do Instituto foi fundamental na minha decisão", disse, demonstrando não ter se arrependido.

 

Hoje voluntário em associações de moradores e conselhos comunitários da Barra da Tijuca, bairro onde mora na cidade do Rio de Janeiro, Ricardo recordou que entrou no Sebrae em 1993 como prestador de serviços, trabalhando nos levantamentos socioeconômicos dos municípios do Estado. "Fui contratado definitivamente só em 1996, quando atuei como Gerente Regional até 2005 e, depois, como Gerente de Suprimentos e Presidente da Comissão de Licitação, até me aposentar", contou. "Agora, além do voluntariado, aproveito minha aposentadoria brincando com meus 3 netos e viajando com minha esposa", sorriu.

 

Ao ser questionado sobre a importância do seu investimento no Plano SEBRAEPREV na sua vida, ele respondeu: "o benefício mensal que recebo mensalmente e sem atrasos do SEBRAE PREVIDÊNCIA tem colaborado bastante para manter minha qualidade de vida e é uma segurança que tenho", dizendo também que revê, anualmente, o seu percentual de benefício e o perfil de investimentos. "Sempre estive e estou satisfeitíssimo com a atuação do Instituto, a quem considero um parceiro", enfatizou.

 

Consciente de que é um exemplo a ser seguido, Ricardo encerrou a entrevista dando um recado a quem ainda não observou a importância do investimento em previdência complementar para um futuro tranquilo. "Pense em você e na sua tranquilidade financeira. Visão de futuro é nossa obrigação e sugiro a toda família Sebrae, e também aos vinculados dos instituidores do Plano Valor Previdência, que façam a adesão imediata ao SEBRAE PREVIDÊNCIA e sempre efetuem aportes nas épocas estabelecidas, pois lhes garanto que nossos recursos são administrados e gerenciados com competência e transparência pela Presidência, Diretores e toda a esforçada e atenciosa equipe do Instituto", finalizou.

 

Saúde mental

na pandemia: como lidar

com isso

na melhor

idade?

Apesar das limitações

do isolamento social,

é possível adotar

hábitos que estimulam

o corpo e a mente

Foi-se a época onde ficar constantemente indisposto, mal humorado e dependente dos familiares era um traço normal do envelhecimento. Hoje em dia, quem já está na melhor idade costuma apresentar características bem opostas, ainda que o passar do tempo represente algumas perdas gradativas. Ser ativo, independente e feliz são os principais traços que definem o idoso “contemporâneo” — contudo, isso só é possível se corpo e mente estiverem em harmonia. Mas como manter a saúde mental nos dias de hoje, com as limitações impostas pela pandemia da Covid-19? Confira algumas dicas!

NÃO SE DESCUIDE DA ALIMENTAÇÃO

Quando você nutre bem o seu organismo, a mente responde positivamente. Procure manter uma dieta balanceada, rica em frutas, legumes e verduras, evitando o consumo de alimentos ultraprocessados — que, apesar de práticos, são extremamente pobres em nutrientes. Preparar as próprias refeições em casa, além de saudável, pode se tornar uma terapia para preencher o tempo nesse momento.

 

PARE UM MOMENTO E CUIDE DE SI

No turbilhão de notícias sobre a situação do mundo atualmente, você pode estar dando mais atenção ao que vem de fora do que ao que vem de dentro. Pare um momento para escutar o que o seu corpo está pedindo: uma soneca no meio da tarde, um momento de autocuidado com a pele e os cabelos, aprender uma nova habilidade, ver um filme, ouvir uma música... Às vezes, aquilo  que é sempre deixado para depois pode fazer muita diferença na sua autoestima, agora.

 

POR FALAR EM NOTÍCIAS, DÊ UM TEMPO DELAS

É certo que se manter bem informado é necessário, mas também é fundamental limitar a quantidade de tempo que se passa exposto ao noticiário. A pandemia é uma situação sem precedentes, que afeta o dia a dia de cada um e o modo de vida em todo o mundo. Contudo, é preciso lembrar que o momento é transitório, que esta fase será superada e que cuidar da própria saúde deve estar em primeiro lugar. Troque parte do tempo assistindo o noticiário por atividades que te inspirem, como ler, assistir um filme, manter contato com seus familiares e amigos, dentre outras.

EXERCITE-SE E MEDITE EM CASA

Ficar em casa não deve significar ficar parado! Muitos profissionais têm oferecido aulas online e algumas academias têm disponibilizado também aplicativos para você fazer exercícios do conforto da sua casa. Procure uma atividade que seja do seu agrado e que ajude a manter o corpo ativo. Isso ajudará na sua disposição, na qualidade do seu sono, na sua autoestima e, é claro, a manter a mente sã. Aulas de yoga são uma boa pedida, pois combinam movimento e meditação. Respirar e olhar para dentro de si são exercícios diários e a yoga ajuda a tornar isso um hábito, trazendo mais calma e tranquilidade à rotina diária.

EVITE EXCESSOS COMO VÁLVULAS DE ESCAPE

Tem muita gente por aí descontando o estresse em consumo excessivo de bebida alcoólica, tabaco e doces. No entanto, essas e outras substâncias causam malefícios à saúde física e mental, que são aprofundados com a idade. No entanto, encontrar uma válvula de escape saudável pode ser uma ótima ideia para aliviar o estresse e ainda preencher a rotina. Aprender algo novo e/ou se dedicar a um hobby pode preencher tanto o seu tempo quanto você mesmo(a), psicologicamente falando.

NÃO SE AFASTE DE QUEM VOCÊ AMA

Mesmo que o contato físico deva ser evitado, não há motivo para deixar de estar próximo(a) de familiares e amigos. A internet está aí para ajudar nessa tarefa: são muitos os aplicativos que permitem chamadas de vídeo onde você consegue ver a outra pessoa e botar o assunto em dia. O bom e velho telefone também não deve ser esquecido! Mostre para seus familiares e amigos como a proximidade com eles é importante para você e marque esses encontros virtuais com frequência! Quem sabe entrar em contato com seus entes queridos passe até a fazer parte da sua rotina como um ritual?

Acredite, incorporar esses hábitos

pode fazer uma enorme diferença

na sua qualidade de vida!

 
emoji07.png
emoji03.png

Você é

digital e nós também!

Mais informação e,

principalmente,
maior aproximação:

conheça a iniciativa

que leva o SEBRAE

PREVIDÊNCIA para

mais perto de você

emoji09.png
emoji05.png

A sociedade contemporânea é multitarefa e consome diversos tipos de mídia, todos os dias. Para se adequar cada vez mais a esse cenário e ampliar o diálogo com novos públicos, principalmente os mais jovens, o SEBRAE PREVIDÊNCIA desenvolveu o projeto SEBRAEPREV Digital, reforçando a sua atuação no meio online.

 

Desde 2018, o Instituto fortalece a sua presença em diversas plataformas, com conteúdos adequados para cada uma delas: Instagram, Facebook, LinkedIn, Spotify, YouTube, E-mail (via newsletters) e, é claro, o Portal. O esforço tem gerado bons resultados: entre 2020 e 2021, houve um crescimento considerável de seguidores, engajamento e visualizações, principalmente no Instagram e no LinkedIn, cujos perfis foram criados mais recentemente.

 
bg-faixa-01.jpg
emoji10.png

HUMANIZAÇÃO QUE APROXIMA

emoji06.png

Uma das recentes apostas da Comunicação foi a implantação da figura do “host” no @financas_check, o perfil do SEBRAE PREVIDÊNCIA no Instagram. Coube ao analista Kalel Alves a tarefa de aparecer em vídeos e fotos que ilustram o conteúdo postado, humanizando a atuação do Instituto na plataforma e gerando mais aproximação e engajamento.

 

“Quando recebi o convite, me assustei por conta da exposição e, principalmente, da grande responsabilidade de ser ‘a cara’ da Entidade”, comentou Kalel, durante uma rápida conversa com a Horizonte. “O início, no comecinho desse

ano, foi bem desafiador. Mas, com o passar dos

meses, fui pegando o jeito e encontrando o tom certo de voz e a maneira mais adequada de posicionar o celular para fazer as gravações”, disse ele, lembrando que tem realizado esse trabalho em sua casa, já que está em regime de home office, devido a pandemia. “O legal é que o resultado não fica amador, já que a consultoria que assessora a nossa comunicação faz um trabalho bacana de edição”, afirmou. Kalel finalizou dizendo que a repercussão tem sido muito boa. “Nosso engajamento (participação dos seguidores com curtidas e comentários) cresceu depois que virei o ‘host’ do perfil. E muitos amigos e familiares já brincam comigo dizendo que virei ‘blogueirinho’... É divertido”, concluiu.

emoji04.png

O QUE VOCÊ ENCONTRA

EM CADA PLATAFORMA?

emoji13.png

Instagram - @financas_check

O perfil tem atualização diária de segunda a sábado com dicas de economia e finanças pessoais,  além de informações sobre tipos de investimentos e explicações que traduzem o “economês”. Também há posts e vídeos informativos, motivacionais e até com aquele alívio cômico sobre situações que todo mundo vive quando o assunto é dinheiro. Dicas de filmes inspiradores e que falam sobre mercado financeiro, assim como livros, também são tema recorrentes do feed e dos stories.

Newsletter - Poupaê

Da iniciativa do Instagram surgiu a newsletter mensal Poupaê, com artigos, infográficos, vídeos e outros conteúdos mais aprofundados do que aqueles publicados no @financas_check. Os assinantes da newsletter têm acesso em primeira mão à informações úteis sobre finanças pessoais e investimentos, diretamente na sua caixa de entrada do e-mail. Quer receber também? Faça a sua inscrição — ela é gratuita!

Portal - Sebrae Previdência
O principal canal da Comunicação da Entidade traz notícias sobre previdência e finanças, além de informações sobre os Planos de Benefícios administrados pelo Instituto e dados sobre a gestão dos investimentos e governança corporativa. Funciona também como canal de relacionamento, contando com uma Ouvidoria online e formulários para agendamento de atendimentos virtuais.

kalel.png
fundo-roxo.png
emoji12.png

Facebook - /sebrae.previdencia

Mais institucional, a fanpage também traz conteúdo sobre educação previdenciária, com dicas sobre como se preparar para a aposentadoria e de como a Previdência Privada pode ajudar a tornar mais simples essa tarefa,  principalmente quando a decisão de investir para o futuro vem desde cedo e se pode contar com o tempo a seu favor.

LinkedIn - Sebrae Previdência

O perfil na plataforma mostra um pouco dos bastidores da Entidade, falando sobre o time de empregados e as reuniões dos conselhos e da diretoria, com suas decisões e atualizações para melhorar a governança e o desempenho nos investimentos, com vídeos e muito mais. Por lá, a gente também sempre te inteira sobre os resultados positivos que, com frequência, superamos a cada mês.

emoji11.png

Spotify - SebraeprevCast

Ideal para quem quer se informar, mas não tem muito tempo: o SebraeprevCast traz podcasts exclusivos sobre investimentos e finanças, para ouvir enquanto executa qualquer outra tarefa do dia a dia! Assim como no Instagram, o conteúdo é voltado para dicas de educação financeira, investimentos, além de bate-papos sobre novidades e bastidores do Instituto, tudo em formato de áudio, com novos episódios toda quinta-feira!

YouTube – TV Sebrae Previdência

Vídeos explicativos com detalhes sobre os planos do Instituto, explicações sobre investimentos, mensagens dos Conselheiros e também conteúdo sobre educação financeira e previdenciária: tudo isso está na TV Sebrae Previdência, o canal oficial do Instituto no YouTube. Nele são disponibilizados, ainda, os vídeos exclusivos do Poupaê, mas só depois que os assinantes da newsletter os recebem primeiro por e-mail.

emoji14.png
fundo-materia-edjair.png

SEBRAE PREVIDÊNCIA, sinônimo de segurança

É o que pensam 1/3

dos participantes, em

dado apurado após a

V Pesquisa de Satisfação

edjair.png

Como você enxerga o SEBRAE PREVIDÊNCIA? Isso é basicamente o que o Instituto quer saber quando realiza, a cada dois anos, a Pesquisa de Satisfação. O estudo é fundamental para que sejam levantadas as suas percepções quanto aos planos de benefícios, a gestão dos investimentos, a comunicação, o relacionamento e os demais serviços prestados pela Entidade.

 

“De posse do que descobrimos, é possível redefinir estratégias e estabelecer novas diretrizes para melhorar, cada vez mais, o nível de satisfação não apenas dos nossos participantes, mas também dos patrocinadores do Plano SEBRAEPREV e dos instituidores do Plano Valor Previdência”, apontou Edjair Alves, diretor-presidente do Instituto. Em sua 5º edição, feita em 2020, a pesquisa apontou a palavra segurança como o principal sinônimo de SEBRAE PREVIDÊNCIA para 1/3 dos participantes. Confira mais detalhes sobre esses e outros aspectos do estudo no bate-papo da Horizonte com Edjair, a seguir.

Horizonte (H): O SEBRAE PREVIDÊNCIA escolhe quem é entrevistado?

Edjair Alves (E): Não. A pesquisa sempre é realizada por amostragem de forma proporcional entre participantes ativos, autopatrocinados, em Benefício Proporcional Diferido (BPD), assistidos, gestores e dirigentes das Patrocinadoras e Instituidoras. Uma empresa especializada fica responsável pela execução, tabulação e apresentação dos resultados. É a equipe deles que entra em contato por e-mail e, em determinados casos, por telefone com os entrevistados, que são selecionados de forma aleatória, o que garante a representatividade da análise.

 

H: E a confidencialidade das respostas? Não há a possibilidade de o entrevistado fazer a sua avaliação de forma distorcida pelo receio de ser identificado?

E: O fato dessa consultoria selecionar e contatar os entrevistados garante, também, a confidencialidade das respostas, que chegam até nós sem qualquer identificação nominal, possibilitando que os entrevistados dêem avaliações sinceras. Na pesquisa mais recente, incluímos pela primeira vez um Termo de Consentimento para Tratamento de Dados. Sem a leitura e a concordância explícita do participante, não era possível acessar o questionário online. A iniciativa visou atender às exigências da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e tornou o processo ainda mais seguro para quem respondeu às perguntas.

H: Quais foram os principais achados?

E: Os resultados, tanto de maneira geral quanto

em análises específicas, foram bastante positivos, indicando que participantes, assistidos, gestores e dirigentes perceberam e aprovaram o esforço que realizamos ao longo dos últimos anos, incluindo o difícil período de pandemia, para continuar comunicando, atendendo aos participantes, administrando a Entidade e gerindo os recursos de maneira segura e eficiente. Por exemplo, verificamos que nada menos que 97,3% dos participantes do Plano SEBRAEPREV e 99,2% do Plano Valor Previdência deram a sua aprovação geral ao SEBRAE PREVIDÊNCIA, com notas de 7 a 10.

H: E o que o Instituto vem fazendo para manter essa satisfação?

E: O plano de ação da Entidade está em sinergia com os achados da pesquisa. Muitas das ações recomendadas após a conclusão do estudo já estavam em andamento, tais como a reformulação do nosso Programa de Educação Financeira e Previdência (o Planejar), o investimento em soluções digitais para ampliar a aproximação com nossos diversos públicos, a constante adaptação dos canais de comunicação e relacionamento com os participantes, além da maior divulgação dos Gestores do Plano SEBRAEPREV nas Patrocinadoras.

H: Quando será realizada a próxima Pesquisa de Satisfação?

E: Em 2022, já que a última foi em 2020. O estudo é realizado com um intervalo de dois anos para que haja tempo de implementar as mudanças necessárias após os apontamentos demonstrados pelos resultados e também para medir se tais esforços estão adequados.

 
fundo_02.jpg

Conselhos

de “portas abertas”: transparência que gera confiança!

Presidentes dos Conselhos Deliberativo e Fiscal falam sobre a relação com os participantes

Como confiar o seu futuro em uma entidade fechada de previdência complementar, tal qual o SEBRAE PREVIDÊNCIA? O primeiro passo é conhecer bem o seu funcionamento, a sua estrutura e, principalmente, quem atua no seu “comando”. Você sabe dizer, por exemplo, qual é o órgão máximo que rege o Instituto? Se pensou na Diretoria Executiva (DE), é hora de ficar um pouco mais atento(a) e procurar saber sobre onde e como o seu dinheiro está sendo rentabilizado para bancar os seus sonhos e/ou a sua aposentadoria.

Mas calma, não é preciso se transformar em um especialista na área para ficar minimamente por dentro deste universo! Ao entender um pouco sobre a estrutura do SEBRAE PREVIDÊNCIA, você já fica mais ciente do seu funcionamento e conhece quem faz o quê para gerir e proteger o seu patrimônio. Veja só:

Responsável pela definição das políticas e estratégias de administração e de investimentos, o Conselho Deliberativo (CD) é a instância máxima na governança do Instituto. Portanto, cabe à Diretoria Executiva executar o que for deliberado/definido pelos membros do CD. Tudo sob o olhar atento do Conselho Fiscal (CF), que fiscaliza essa gestão.


A Horizonte conversou com Evandro Nascimento, presidente do CD, para que ele explicasse melhor sua função e os desafios da área. Confira!

evandro.png

Horizonte (H): Como órgão máximo, o Conselho Deliberativo é responsável exatamente pelo quê?
Evandro Nascimento (E): Temos a responsabilidade de estabelecer os objetivos, políticas e diretrizes que regem a operação, a administração e o relacionamento do SEBRAE PREVIDÊNCIA com participantes, patrocinadores e instituidores. Cabe a todos os membros do Conselho ter uma visão geral do funcionamento do Instituto, visando assegurar que seus princípios fundamentais sejam cumpridos.

H: O CD é formado por membros indicados pelas patrocinadoras e membros eleitos pelos participantes. Há um clima de harmonia entre esses dois grupos?
E: Sim e é muito importante essa convivência harmônica no nosso Conselho. Não há lugar para vaidades individuais, sempre tiramos o melhor que cada um possui de conhecimento e vivência em prol da Entidade e seus objetivos fins. Quando nos reunimos, por mais diversos que sejamos, nosso foco é um só: a garantia da valorização permanente do nosso patrimônio para oferecer um futuro previdenciário da maior qualidade, com a maior rentabilidade e o menor risco possível para todos os participantes.

H: A Diretoria Executiva atua como uma importante parceira do CD. Como se dá essa relação?
E: Nós nos reunimos semanalmente às sextas-feiras para trocar ideias sobre a semana e os rumos e providências que devem ser tomados, bem como analisamos os normativos dos órgãos de nos supervisionam e também discutimos as oportunidades para prolongar a perenidade do Instituto. O mesmo é feito com as diferentes comissões (de planejamento, investimento, marketing, relacionamento e seguridade) que estabelecemos para nos apoiar nesse trabalho. Essa rotina de contato permanente com a alta direção promove um ambiente saudável de discussões, a prevenção quanto a riscos e o tratamento das questões trazidas pelos participantes. É um trabalho multidisciplinar, portanto.

"Cabe a todos os membros do Conselho ter uma visão geral do funcionamento do Instituto, visando assegurar que seus princípios fundamentais sejam cumpridos."

H: Como os participantes podem interagir com o CD, de forma a manifestar seus questionamentos sobre a gestão?
E: Pelos canais de comunicação, de relacionamento ou até diretamente, fazendo-o através de contato com os seus representantes eleitos. E isso tem ocorrido de uma maneira crescente, o que é muito positivo. O importante canal da Ouvidoria também sempre nos traz um panorama de recomendações, críticas e elogios que nos dá subsídios para nos colocarmos sempre próximos aos participantes.

H: Quais foram as ações mais importantes do Conselho Deliberativo, até o momento, neste ano de 2021?
E: 2021 está sendo um ano atípico, quase uma extensão de 2020. Nesse contexto, nossas principais ações dizem respeito ao cuidado com a gestão dos recursos. Sabemos da conjuntura bastante instável, mas temos conseguido uma trajetória de ganhos, muito por conta do permanente contato dos diretores executivos com os gestores das nossas aplicações. Outro destaque é o programa de empréstimos, onde temos facilitado ao máximo as condições para que os participantes possam usufruir dessa importante vantagem, com taxas bastante atrativas, que pode ajudá-los a quitar dívidas e/ou aliviar suas despesas durante esta crise que ainda perdura.

 

Quem também conversou com a Horizonte foi André Dantas, Presidente do Conselho Fiscal do Instituto, que falou um pouco sobre o papel do CF na governança. Veja, a seguir.

andre.png

Horizonte (H): Como o CF se adaptou às mudanças provocadas pela necessidade da adoção do teletrabalho?
André Dantas (A): Desde o início da pandemia, o Conselho Fiscal mantém as suas agendas de reuniões mensais, todas realizadas por videoconferência e com a participação permanente dos conselheiros que estão em diversos estados da federação. Com o uso da tecnologia, não houve prejuízo nas discussões das pautas — pelo contrário, intensificou-se o uso do Espaço do Conselheiro disponibilizado pelo SEBRAE PREVIDÊNCIA na internet, no qual ficam todos os relatórios e informações necessárias para a realização das reuniões. Além disso, com a implantação das videoconferências, tivemos a oportunidade de agregar em nossas reuniões a participação mais frequente de outros profissionais que assessoram o Instituto, como por exemplo, os consultores contábil e jurídico e também os auditores independentes.

H: Os participantes costumam interagir com o Conselho Fiscal? Se sim, de que forma? Por meio dos representantes eleitos? Se não, como podem manifestar-se sobre os pareceres do CF?
A: A relação do Conselho Fiscal com os participantes se dá tanto pelos representantes eleitos como pelos indicados pelos patrocinadores, uma vez que o trabalho de todos é pautado no interesse dos participantes. Além disso, há de se destacar que a pluralidade regional dos conselheiros atua positivamente no processo de escuta ativa em seus Estados, trazendo às reuniões muitas sugestões e consultas realizadas pelos participantes. Apesar desse movimento, o Conselho Fiscal estimula que os participantes possam utilizar os canais de relacionamento do SEBRAE PREVIDÊNCIA para interagir conosco, bem como acompanhar as publicações e os canais de notícias disponibilizados pelo Instituto na web e nas redes sociais.

H: Quais foram as ações mais importantes do CF, até o momento, neste ano de 2021?
A: Destaco a aprovação da Prestação de Contas do Exercício de 2020, bem como o acompanhamento mensal dos relatórios orçamentário, de investimentos e previdenciário. Além disso, temos acompanhado o impacto das principais decisões tomadas pelo Conselho Deliberativo, em especial, no que diz respeito à estratégia de captação de planos instituídos, onde associações ou entidades de classe firmam convênios com o SEBRAE PREVIDÊNCIA para oferecer previdência complementar a seus associados e familiares ou pessoas com quem tenham vínculo afetivo.

Agora que você conhece um pouco mais sobre os órgãos estatutários do SEBRAE PREVIDÊNCIA e pode notar a transparência das suas ações, bem como a sua receptividade, tem mais motivos para confiar na gestão do seu investimento para o futuro. Fique tranquilo(a), o seu patrimônio está seguro!

Sua previdência 
em qualquer lugar, a qualquer momento!

Área restrita ao participante
disponibiliza todas as informações sobre

o seu plano de benefícios

Você sabia que o Portal do SEBRAE PREVIDÊNCIA possui uma área especial para o participante? Um ambiente seguro, que traz todas as informações referentes ao seu plano de benefícios e que podem ser consultadas 24h por dia, 7 dias por semana, via computadores, tablets ou smartphones.

Seja na homepage ou em qualquer página do Portal, o botão “Área do Participante” sempre fica disponível, logo no topo. Acessando-o, você deve clicar no seu plano de benefícios — SEBRAEPREV, Família, FenaconPrev ou CoreconPrev-DF — e entrar no sistema com seu CPF e senha. Caso não tenha uma senha cadastrada ou tenha esquecido a sua, não se preocupe: na tela de login, há opções para a recuperação da senha ou para criação de uma nova conta de acesso!

Uma vez logado(a), é possível consultar o extrato das suas contribuições (se participante ativo) ou os contracheques (se participante assistido), fazer simulações de empréstimo e consultar parcelas de empréstimos contratados (opção para os participantes do Plano SEBRAEPREV), atualizar dados cadastrais (em caso de mudança de endereço e/ou telefone, por exemplo) e mais.

tecnologia-fundo.png
 
fundo-victor.png

Apesar da crise, SEBRAE PREVIDÊNCIA
obtém resultados positivos.

Como superar mais um ano

e manter 
a excelência?

Diretor de Administração e Investimentos, Victor Hohl faz um balanço da atuação do Instituto no enfrentamento da pandemia

victor.png

Divisor de águas na trajetória de crescimento do SEBRAE PREVIDÊNCIA, 2019 foi um ano promissor. O Plano Família foi lançado e teve um crescimento exponencial jamais registrado em planos instituídos do seu porte, naquele que foi o início da consolidação do Instituto como uma entidade multiplanos. Com a chegada de 2020, as expectativas de bons retornos nos investimentos eram altas, porém uma pandemia global surgiu, afetando fortemente a nossa sociedade e a economia.

Passados mais de um ano e meio, a crise que se desencadeou com a Covid-19 ainda permanece, mas o Sebrae Previdência tem sido reconhecido por sua gestão ágil e segura, que tem repercutido em veículos especializados do segmento de previdência complementar no Brasil. Quem fala mais a respeito sobre tudo isso é Victor Hohl, Diretor de Administração e Investimentos do Instituto, que recebeu a 
Horizonte em um bate-papo virtual.

 

Revista Horizonte (H): O que o Sebrae Previdência vem fazendo para mitigar as perdas e obter retornos satisfatórios nos investimentos, apesar da crise?
Victor Hohl (V): Na verdade, a crise econômica da Covid-19 que começou em 2020 não gerou prejuízo para o Instituto até agora. Em março e abril do ano passado, fomos muito ágeis, através dos nossos gestores, e conseguimos reduzir rapidamente a exposição dos investimentos em bolsa, encurtar os prazos de vencimentos de alguns títulos e aumentar a nossa exposição cambial. A partir do segundo semestre, tomamos uma postura diferente, aumentando a exposição em bolsa e comprando títulos de crédito com boas rentabilidades, alongando também os prazos das operações.

H: A resposta, então, está na agilidade para modificar as estratégias ao longo do tempo?
V: Exatamente. Acompanhamos de perto o mercado para adaptarmos nossas estratégias com a devida agilidade. Agora, acreditamos que o arrefecimento dos efeitos da pandemia deva permanecer, colaborando para a recuperação da economia e criando um cenário mais benéfico para os investimentos. Neste ano, por exemplo, começamos com uma postura mais cautelosa do que a adotada no decorrer de 2020 e, a partir de abril, voltamos a nos expor mais em bolsa e em investimentos no exterior. Temos observado algumas oportunidades nos juros também, cujas curvas estão subindo. Ainda no ano passado, aproveitamos para adquirir títulos indexados à inflação no crédito privado, uma estragégia que repetimos esse ano, devido à alta da inflação. Inclusive, temos estimulado a concessão de crédito aos participantes porque, com isso, conseguimos custos muito adequados para quem toma um empréstimo conosco, e também favorecemos o resultado de nossa carteira de investimentos, uma vez que nossa carteira de empréstimo remunera a carteira do Plano SEBRAEPREV de forma bastante adequada, com bom retorno e baixo risco, ajudando a formar a poupança dos nossos participantes.

H: Além da renda variável, operações com participantes (empréstimos) e investimentos no exterior, já citados anteriormente, como tem sido a estratégia do Instituto nos outros segmentos de aplicação?
V: Com relação ao mercado de capitais (renda fixa, estruturados e imobiliário), temos concentrado, cada vez mais, as posições com getores bem táticos e que se posicionam de maneira bastante veloz conforme os acontecimentos do mercado. De maneira geral, temos sido mais rigorosos nos processos de seleção desses gestores, sempre prezando o longo prazo, com uma carteira diversificada que visa bons retornos e possibilita uma formação de poupança adequada à aposentadoria dos participantes.

H: O Sebrae Previdência tem prezado fortemente pela transparência desde que a crise se desencadeou, criando iniciativas para posicionar os participantes sobre a gestão dos recursos nesse período de conjuntura conturbada e, principalmente, publicando notícias sobre os resultados obtidos, além de orientações a respeito de oportunidades para os participantes. De todas as ações, qual você destaca como a mais relevante?
V: O momento em que alertarmos aos participantes para a compra de cotas mais baratas. Justamente, em maio do ano passado, destacamos aos nossos participantes a importância de contribuições voluntárias com o intuito de aproveitar o bom momento para rentabilizar a reserva previdenciária. Com a queda na rentabilidade dos planos em função da crise da Covid-19, que derrubou bolsas e diversos outros ativos, as cotas ficaram mais baratas. Isso os deixou preocupados ao verificarem a queda do saldo das suas aplicações. Porém, em vez de vender e realizar o prejuízo, o ideal nesses cenários era que fizessem contribuições voluntárias, comprando mais cotas por um preço menor ao passo 
que obteriam uma rentabilidade maior. Junto à comunicação, reforçamos essa explicação e, quem seguiu nossa orientação, teve ganhos de até 500% do CDI.

H: E para o restante do ano, como a área de investimentos pretende atuar?
V: Na Política de Investimentos de 2021, houve o aumento dos limites para investimentos no exterior e estímulo à carteira de empréstimos — o que temos feito de forma gradual. Na bolsa, nossos movimentos têm sido bastante táticos, com as devidas precauções para mitigar as perdas nos momentos em que as incertezas ficam maiores. Recentemente, a renda variável tem sido beneficiada com o cenário externo favorável, com retomada das atividades das grandes economias do mundo. Com a maior vacinação e volta da atividade econômica no mundo, nossa estratégia é seguir acompanhando, com agilidade, as movimentações do mercado, sempre respeitando os limites impostos em nossas políticas e preservando o nosso patrimônio.

 
dinheiro-fundo.png

Di

nhei

ro:

vilão ou 
mocinho?

Dependendo da

forma com que

você se refere

ao dinheiro,

seus filhos e/ou

netos podem

crescer achando

que ele é um

inimigo e não

um aliado!

“Dinheiro não é problema, é solução”. “Dinheiro não traz felicidade”.  Você já falou ou ouviu alguém falar essas frases por aí? Tome cuidado: elas são “falácias financeiras”! É preciso, acima de tudo, lembrar que o dinheiro não é bom nem mau por si só — o que varia é o uso que as pessoas dão a ele.

Na infância, existe a propensão a aprender comportamentos e tomar como verdade tudo àquilo que se escuta. Por isso, é importante evitar a repetição de frases que possam distorcer o entendimento da criança sobre os recursos financeiros. Afinal, informações ouvidas repetidamente pelos pequenos podem causar bloqueios inconscientes que são revertidos em ações nas suas fases adultas.

Uma criança que ouve repetidamente que o dinheiro corrompe e traz inveja, por exemplo, pode se transformar em um adulto que, inconscientemente, fará de tudo para que o dinheiro não permaneça em suas mãos. Pensando nisso, desfaça nela qualquer relação entre riqueza e desonestidade. Uma provocação interessante é: se o dinheiro fosse o mal, como as instituições de caridade estariam sendo mantidas? Mostre que o dinheiro pode ser usado para fazer o bem e realizar nossos sonhos, quando nos planejamos para isso!

Ao fazer isso, os pequenos compreenderem que o dinheiro não é o vilão da história, é preciso também muito cuidado para não “pintá-lo” como um completo mocinho de um conto de fadas. A riqueza material não é a solução de todos os problemas e, caso sempre seja apresentada dessa forma para seus filhos e/ou netos, eles podem desenvolver um apego material excessivo — como ocorre quando assistem comerciais de brinquedos, marcas e personagens em excesso, e ficam empolgados pelo “ter”.

Procure mostrar à criança que, sem excessos, conseguimos fazer com que o dinheiro nos traga benefícios no presente e no futuro. Ensine-a como poupar com objetivos definidos, pensando na compra de algo que ela quer muito ou em uma viagem futura, por exemplo, mas também a incentive a doar o antigo quando comprar o novo, estimulando o equilíbrio e a generosidade.

 

Conhecimento que transforma futuros

Conheça o Centro SEBRAEPREV
de Convenções Virtuais, uma plataforma de EAD sobre

finanças e previdência

O Brasil ainda é um país que carece de políticas que estimulem a educação financeira e previdenciária da população desde cedo, apesar de importantes avanços nesse sentido nos últimos anos. Com isso, grande parte dos brasileiros torna-se um adulto que não compreende a importância de saber lidar bem com o dinheiro e, principalmente, realizar esforços para investir/poupar pensando naquilo que a vida lhe reserva no futuro.

conhecimento2.png

Um dos desafios do SEBRAE PREVIDÊNCIA e de todos os fundos de pensão nacionais é lidar com esse cenário e buscar, a todo instante, propor ações que promovam mudanças no comportamento da sociedade. No caso do Instituto e sua atuação em todo o território nacional, a dificuldade é ainda maior — afinal, como é possível se fazer presente e acompanhar mais de perto participantes e assistidos distribuídos por todo o país?
 
Porém, cada vez mais, a tecnologia tem entrado em cena para facilitar esse contato, tornando capaz a disseminação, sem barreiras, de informação sobre qualquer assunto, incluindo finanças e previdência. Por conta disso, surgiu a ideia de criar o Centro 
SEBRAEPREV de Convenções Virtuais — uma plataforma de cursos e palestras à distância, com eventos gratuitos e 100% online, lançada em abril deste ano.
 
“Em 2020, com o objetivo de capacitar a nossa equipe, principalmente os profissionais ligados às áreas de relacionamento com o participante e comercial, desenvolvemos o curso de educação continuada, com os módulos de Investimentos, Direito Previdenciário e Solução de Dívidas. Para 2021, conseguimos ampliar a oferta de cursos e eventos por entender a importância em oferecer informação cada vez mais transparente e de qualidade também aos nossos participantes, patrocinadores e instituidores”, lembrou Luciana Ribeiro, gerente de Seguridade do SEBRAE PREVIDÊNCIA, durante um breve bate-papo com a Horizonte. “Com essa perspectiva, nasceu o Centro SEBRAEPREV de Convenções Virtuais, um projeto para todos os públicos ligados, direta ou indiretamente, ao Instituto. Nosso objetivo com essa iniciativa é aumentar, ainda mais, a proximidade entre nós, mostrando o porquê acreditamos que o conhecimento transforma futuros”, concluiu.

Até o momento, dois eventos já foram realizados: em abril, uma série de palestras com os diretores do Instituto que deram explicações sobre perfis de investimentos, decisões para realizar contribuições eficientes e aproveitar ao máximo a previdência complementar, e estratégias de investimentos em FoF (Funds of Founds) — esta última, com a participação de Flavia Siqueira, Team Lear de Fundos de Pensão no Itaú; em maio, rolou um bate-papo com os assistidos para apresentação dos resultados dos investimentos e a prestação de contas sobre as ações do SEBRAE PREVIDÊNCIA em 2020. Se você os perdeu, não há problema: o replay de ambas as transmissões estão disponíveis lá no Centro SEBRAEPREV de Convenções Virtuais: